Sou um felino doméstico. Vagabundo ou não, ando por aí.
Adoro muros e telhados alheios.
Namoro de madrugada – a lua e a gata.
Faço poesia e muita prosa.
Sou cinzento na cor e colorido na alma.

26/06/2016

Dualismo




Às vezes acordo muito cedo e fico esperando o nascer do sol. Gosto de ver a transformação do céu; das nuvens correndo e dos animais ao longe, acordando. Gosto da mistura de sons invadindo o silêncio da noite.
Sento-me lá fora e fico recebendo as novidades trazidas pelo vento. Gosto de sentir o cheiro do dia se misturando as coisas. O dia invade, a noite acaricia. Gosto desta coisa que admite a coexistência de dois princípios.
O que seriam dos nossos dias se não existissem as noites? O que seriam de nossos sonhos se não existissem o dia para podermos realizá-los?
Gosto de acordar cedo para ver a noite cedendo ao dia, mesmo que eu ainda não tenha dormido.

5 comentários:

✿ chica disse...

Também gosto de cedinho acordar, olhar o céu, esperar um dia bem legal pela frente! Lindo te ler! bjs, chica

lis disse...

Bonito demais sentir o dia invadindo e a noite acariciando.
adorei isso!
abraço

Existe Sempre Um Lugar disse...

Boa tarde, acordar cedo dá saúde e faz crescer, assim, pode-se desfrutar da bela que a natureza oferece e respirar os ar fresco da manhã, admiro o seu bom gosto.
Resto de boa semana,
AG

CÉU disse...

Acho k todos nós somos dualidade, só k uns conseguem aproveitar essa coisa boa chamada natureza, vida e outros não Excelente e doce texto.

Beijos e boa semana.

Gracita disse...

Bom dia!
Essa dualidade está presente em nós
E feliz daquele que tem a percepção aguçada para desfrutar de todos esses sentires. Um dia maravilhoso
Beijinhos no coração